O convite para os autores

É uma dúzia mais uma unidade de sobra, é a geração de coisas de mesmo tipo, com mais uma, vendidas, promocionalmente ou como cortesia, ao preço de uma dúzia.

Os números te encantam? A mim sim. Desde criança, já trazia a curiosidade pelos números, associada ao ato de contar. A informação começava pelo corpo, o espelho e a babá me ensinavam que eu tinha um nariz, dois olhos, cinco dedos em cada mão e vinte dedos ao todo. Comecei desde muito cedo, a associar uma quantidade às coisas e deste modo aprender a contar.

Daí passei às brincadeiras, que se não soubesse contar (e cantar), era excluída: “Seu Lobo tá pronto? Uma hora, duas horas, três horas... Seu Lobo tá pronto?”.

Nem o seu Lobo nem ninguém passa das 12 horas, senão vira zero novamente. O mistério do relógio. 12 batidas no máximo. E a décima terceira hora?

“Sete e sete são catorze, com mais sete vinte e um, tenho sete namorados e não gosto de nenhum.”

E ao brincar aprendi a fazer contas e a contar. E os apelidos? Quatro olhos, três pernas, sete saias, cem por hora...

O povo então, grande contador, registou as suas contas nos ditos e provérbios que me chamam a atenção até hoje:

"Mais vale um pássaro na mão que dois voando.”

- “Dois bicudos não se beijam.”.

- “Aos quarenta, ou vai ou arrebenta.” “Depois dos cinquenta tudo apoquenta.”.

- “De tostão em tostão vai-se ao milhão.”.

Aposto que você tem histórias tão ou mais interessantes que as minhas, recordações, simbolismos em relação a um numero em especial ou a muitos deles. Quer escrever comigo sobre isso? Escolha um número, um tema e crie. Solte a imaginação e inspiração. Pode ser um relato, uma exploração, um conto , ilustrações! O resultado tem que ser tão diferente e rico como a dúzia que o compõe.

É o ano 12 com muita sombra intrigante junto com ele. Quero terminar esse projeto nesse ano 12, com 12 pessoas que me encantam e que eu admiro como os números.

No primeiro dia do ano sonhei que recebia flores, lindas, coloridas de uma floricultura que existe em São Paulo, A Dúzia de Treze.

Daí o nome inicial, e a vontade certa de ser a décima terceira nessa dúzia de muito queridos meus. Aceita meu convite para essa roda, para essa dança?

Sonia AB Belotti

 

E você, já sabe usar o seu tablet?

Você pode usar o seu tablet para ler um bom livro como o "Dúzia de treze", adquirindo o mesmo através do link comprar ao lado.
Só não faça o mesmo que o senhor deste vídeo, que ganhou um tablet da filha e soube utilizá-lo de uma maneira bem inusitada.
A filha perguntou ao pai como ele estava indo com o tablet que ela lhe dera de presente de aniversário, e o velho respondeu que ia muito bem.

Veja o vídeo:


Aproveite o seu tablet de diversas maneiras, mas não deixe de desfrutá-lo lendo o livro "Dúzia de Treze".

R$
13,00
Comprar

U Site 100% seguro

Informações:
Edição: SoniaABBelotti
Projeto: Neopix Design
Idioma: Português
Formato: ePUB
Dúvidas?

Formas de pagamento: